[PESO IDEAL] – OS EFEITOS POSITIVOS E BENÉFICOS DA PRÁTICA DA GRATIDÃO

Hoje estou realizando a 5ª postagem da série EQUILÍBRIO NO PESO – PESO IDEAL.
Agradeço imensamente as pessoas que tem enviado seus pequenos relatos do dia a dia, resultado das práticas que estão realizando através das nossas sugestões.

Em razão do acúmulo das práticas do falar e agora do receber obrigado, algumas experiências interessantes surgiram, como esta que segue abaixo:

“Boa tarde Reverendo Koji, estou praticando sim e tenho tido resultados incríveis. Ao agradecer pelo alimento e por todos que contribuíram para que aquele alimento estivesse disponível, senti mais saciedade e menos ansiedade. Antes comia e logo já tinha fome. Agora, com gratidão, sinto que o alimento tem mais energia vital e demoro muito mais a ter fome.
Muitíssimo obrigado pelas valiosas orientações. Grande Abraço de MG”

O relato é do Felippe Clemente que está seguindo as orientações desde o começo do projeto. Gostaria de deixar registrado aqui a minha gratidão a ele por permitir que eu compartilhasse com vocês.

Podemos depreender dessa experiência que muitas vezes a nossa forma de alimentar, até um certo ponto, é inconsciente. Comemos além da nossa necessidade movido por um ímpeto incontrolável e quando nos damos conta, ficamos assustados com a quantidade de comida que ingerimos. Por exemplo, cada pessoa tem uma necessidade de acordo com o organismo e de acordo com o consumo de energia que gasta. O ideal seria consumirmos alimentos para gerar energia para suprir a nossa necessidade.

Para organizarmos um pouco a nossa forma de alimentar precisamos nos ordenar e praticarmos a alimentação consciente.

Aqui vai uma dica para ajudar a colocar em ordem essa desorganização alimentar.

Em tudo na nossa vida existe a necessidade da ordem. Se criarmos desordem nada andará bem, principalmente em relação à nossa saúde.
Aprendi há um tempo algumas dicas de lógica que não praticamos. Sempre sugiro treinar responder a quatro perguntas elementares para nos alimentarmos.

1. Por que e para que comemos?
2. Quando comemos?
3. Quanto comemos?
4. O que comemos?

Não vou responder a essas perguntas, gostaria que pensassem e me enviasse como tarefa para ajudar a organizar a sua mente. O efeito, lógico, tendo a resposta correta, será extraordinário.

Vocês vão perceber que existe uma força estranha que desgoverna todo nosso objetivo para melhorar as coisas. Chama-se espírito secundário que já foi citado na postagem anterior. Ele detona toda a intenção positiva que temos, atuando através do prazer que é o nosso ponto franco. Embora seja prazeroso, nós nos desgovernamos na dose, pois, queremos sempre usufruir máximo possível sem medir as consequências.
Para controlar não basta querer frear, isto é, querer controlar o negativo (o negativo tem um poder muito grande). Vamos aumentar o positivo, que além de equilibrar chegará um momento que o positivo será maior do que o negativo, assim estaremos equilibrando e controlando a sua atuação.

As práticas do obrigado (falar e receber 10 obrigados por dia e anotar) serão o contrapeso para equilibrar e posteriormente preponderar o positivo.

Nesse estágio, estaremos na condição de equilibrar a volúpia de consumo que muitas vezes sentimos, atendendo aquela “voz” que fica em nosso ouvido:
– é só hoje.
– coma mais um pouco, está muito gostoso.
– aproveita que você está pagando…
– Aproveita que é rodízio…
– Aproveita que é buffet livre…

Existem mil maneiras de detonar o caminho do equilíbrio que estamos tentando trilhar.

O que aconteceu com o Felippe é que, de maneira natural e sem sofrimento, percebeu que não sentia mais necessidade de comer a mais.
Esse “mais” muitas vezes é que cria o desequilíbrio.

É preciso lembrar que ninguém aumenta o peso de repente, o aumento é a somatória das miligramas que acumulamos no dia a dia e durante alguns anos.

Portanto, não é perder alguns quilos em pouco tempo, mas controlar as miligramas por dia.

 

EFEITOS DO FALAR OBRIGADO
De maneira resumida gostaria de passar a vocês alguns efeitos positivos que as práticas de falar obrigado que provocam com o passar do tempo.

1- A GRATIDÃO É A MÃE DA ALEGRIA
A alegria é definida no dicionário como uma “emoção evocada por bem estar, sucesso, sorte, ou pela perspectiva de possuir aquilo que se quer”. Quanto à gratidão, é “um estado de apreciar benefícios recebidos”. Em outras palavras, sempre que apreciamos algo que recebemos somos invadidos por uma sensação de bem estar e inundados por um sentimento de alegria.

2- A GRATIDÃO NOS TORNA MAIS JOVENS
Crianças pequenas são criaturas exuberantes, cheias de alegria, prontas a abraçar a vida.
Mas alguma coisa no processo de crescimento tira de nós esse entusiasmo. Vamos tornando-nos retraídos, duros, empedernidos. Isso é tão comum que, quando encontramos uma pessoa mais velha vibrante e cheia de alegria, ela nos parece uma estranha exceção. No entanto, amadurecer e envelhecer, não significa perder o entusiasmo da juventude. Tudo o que precisamos fazer é retomar nosso sentimento de gratidão para voltarmos a ser crianças, como se estivéssemos vendo o mundo pela primeira vez.

3- A GRATIDÃO NOS FAZ SENTIR BEM
A gratidão é um estimulante natural. Funciona tão bem que sempre que sentimos a energia diminuindo devemos pensar em motivos que nos levam a sermos gratos naquele momento.
A gratidão nos faz sentir bem porque aumenta nosso campo de visão. Quando estamos deprimidos, nos concentramos apenas nos problemas e dificuldades. Mas quando sentimos gratidão, de repente o mundo parece mais brilhante cheio de opções prazerosas.

4- A GRATIDÃO FAZ BEM À SAÚDE
Pesquisas científicas recentes indicam que emoções positivas, como gratidão e amor produzem efeitos benéficos à saúde. Elas estimulam o sistema imunológico, permitindo que o corpo resista às doenças e se recupere mais depressa, pela liberação de endorfinas na corrente sanguínea. Endorfinas são anestésicos naturais do corpo. Entre outros efeitos estimulam a dilatação das artérias, relaxando o coração.
Em contra partida, emoções negativas, como preocupação, raiva e desesperança, reduzem o número de células brancas, que combatem as doenças e fazem o organismo despejar altos níveis de adrenalina na circulação, contribuindo para o risco de derrame e doenças do coração.
Isso significa que quanto mais procuramos sentir gratidão, mais endorfina e menos adrenalina bombeamos em nosso sistema o que aumenta a possibilidade de uma vida longa e saudável.

5- A GRATIDÃO APROXIMA AS PESSOAS
Quando somos gratos exalamos felicidade, isso atrai as pessoas e as mantém perto de nós.
Elas querem ficar próximas daquela energia exuberante.
Quando dizemos que um copo está cheio até a metade, em vez de vê-lo vazio até a metade, prestamos atenção no que está dentro dele, em vez de nos fixarmos no que falta.
Quando saímos de dentro de nós e de nossos problemas, para olhar com encantamento as pessoas que nos cercam, expressando gratidão pela presença delas em nossas vidas criamos um campo de energia positiva, que gera felicidade para todos.

6- A GRATIDÃO ELIMINA A PREOCUPAÇÃO.
A preocupação está sempre relacionada com o futuro, enquanto a gratidão é o aqui e agora. Revendo nossas preocupações vemos que todas se direcionam sobre o que pode ou não acontecer. Preocupamo-nos em como vamos mandar nosso filho para faculdade quando ele crescer, com os resultados de exames que vamos fazer, com o futuro do nosso emprego etc. Em todos esses casos projetamos o futuro como algo de ruim que vai acontecer.
A gratidão nos trás de volta para tudo que está funcionando perfeitamente bem agora. O amanhã talvez traga problemas, mas no momento as coisas estão muito bem.

7- A GRATIDÃO É UM ANTÍDOTO PARA A AMARGURA E O RESSENTIMENTO
A amargura é um veneno que deixa nossas almas opacas, tornando-nos resistentes aos prazeres e às alegrias da vida, fazendo com que nos concentremos apenas no que está errado.
A gratidão é a luz interna que podemos usar para iluminar nossas almas. Quanto mais gratos somos, mais luz possuímos, e mais somos capazes de espalhá-la pelo mundo.

8- A GRATIDÃO CURA O PERFECCIONISMO
O perfeccionismo nasceu de um sentimento de carência, assim uma atitude de gratidão se contrapõe a ele favorecendo uma experiência de abundância. A gratidão faz com que nosso mundo pareça completo. Aceitamos a vida como ela é, por mais desorganizada, complicada e fora dos eixos que possa parecer.
A gratidão nos ajuda a aceitar não apenas que o mundo é imperfeito, mas que nós também somos.

9- A GRATIDÃO NOS LIBERTA DO CONSUMISMO
A gratidão nos tira da rotina do consumismo em que caímos.
Se não praticarmos a gratidão no cotidiano, teremos a tendência de consumir demais, porque em geral tentamos preencher nossa carência comprando coisas. Deixamos de registrar que já temos tudo aquilo que precisamos.

10- A GRATIDÃO NOS MANTÉM NO AGORA
Ao deixarmos nossa alma se abrir para a plenitude da gratidão, o passado e o futuro se apagam, e nos tornamos mais vivos no momento presente. Por isso a gratidão é na maioria das vezes sobre o aqui e o agora.

Vamos aumentar a nossa prática da gratidão, procurando aprofundar e descobrir quantas coisas ainda não agradecemos, como por exemplo:

  • O emprego que tem. Quantas vezes reclamam dos chefes, dos clientes e até das empresas? Em alguns casos pensam até em prejudica-los.
  • A esposa/o marido que tem. O Casamento não acontece por acaso, mas pela missão que tem. Se conseguir agradecer poderá viver sempre o lado positivo do casamento.
  • Os filhos que tem.
  • A água e energia elétrica.
  • O ar que respira. Mesmo que não tão puro.
  • Agradecer os fatos desagradáveis. Representa um alerta para nós nos corrigirmos para que no futuro seja positivo.

Temos muitas razões para agradecer. Quem agradece sempre conquistará o que deseja.

“QUEM NÃO AGRADECE O QUE TEM NÃO MERECE O QUE NÃO TEM E SE CONTINUAR RECLAMANDO, PERDERÁ O QUE TEM”

Desejo boas práticas em busca do equilíbrio da saúde, objetivando o PESO IDEAL!

 


Tarefas:

  1. Falar 10 obrigados por dia e anotar num agenda ou livro da vida.
  2. Agradecer em qualquer circunstância;
  3. Escrever um bilhete de gratidão às pessoas que tem o desejo de agradecer especialmente.
  4. Praticar a meditação para conseguir alcançar o equilíbrio emocional.
  5. Exercitar a respiração.
  6. Comer com Gratidão (agradecendo ao alimento e a todas as pessoas que fizeram com que o alimento chegasse à mesa)
  7. Receber 10 Obrigados por dia e anotar num agenda ou livro da vida.
  8. Responder as quatro perguntinhas: O que, por que, quando e quanto como?
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *