[CASAMENTO] O AMOR AUMENTA O PAVIO CURTO

Outro caso interessante que acompanhei, que mostra como superar esses pequenos contratempos do dia a dia, das diferenças de ser e reagir na rotina, na convivência num lar, foi de um casal cuja esposa era sempre muito irritada, tinha “pavio curto”, como dizia o marido: “explodia” por qualquer coisa. Às vezes, até sem motivo aparente. Ele “pisava em ovos” no tratamento com ela, tomando o maior cuidado para não irritá-la. Isso é ruim, pois acabava não agindo com naturalidade, sempre na “defesa”. O autocontrole é uma das qualidades mais difíceis de se conseguir, mas é, ao mesmo tempo, um dos traços mais marcantes da personalidade do ser humano. Resultado de um treinamento árduo e constante na busca do equilíbrio e da serenidade. Para alcançá-lo, o primordial é procurar descobrir as causas que deixam o “pavio curto” demais.

Esse jovem marido levantou-se numa das reuniões só para homens dos “Encontros de Casais” que costumava realizar e me disse que tinha conflitos com a esposa pois ela brigava e explodia facilmente. Contou que por pouca coisa ela já fazia verdadeiros escândalos. Ele chegava a pegar os filhos, à noite, e sair de casa com eles para não brigar, pois não agüentava os gritos da esposa.

– O que fazer? – perguntou-me ele.

– Aumenta o pavio da sua esposa, assim ela vai demorar mais para explodir.

– Mas como eu faço isso?

– Faça-a feliz, aí o pavio aumenta.

– Como?! Faço tudo por ela, cumpro meu papel de marido… – retrucou.

– O que você faz quando chega em casa? – perguntei-lhe.

– Ah! Quando chego, ela já está dormindo mas deixa gravado numa fita cassete todas as instruções de onde está a comida, o que eu devo fazer, essas coisas.

Quase caí na risada na frente dele! Fita gravada com instruções para o marido??!? Fiquei espantado com esse relato. Disse para ele:

– Gravação em fita!? Você realmente ama sua esposa?

– Amo!

– Acho que não… Em primeiro lugar, se a amasse, ela o esperaria acordada…

Ele me olhou meio “desconfiado”, mas eu continuei:

– Quando você chega em casa e vai tomar banho, deixa o banheiro limpo?

– Não… – respondeu meio confuso.

– Então, a partir de hoje, vai deixá-lo limpinho! E depois do jantar, deixa a cozinha arrumada?

– Não… Isso seria demais!! O senhor sabe o quanto trabalho o dia todo??? Isso é demais!! Ainda chegar em casa de limpar tudo??!!E ela faz o quê??

– Se quer mudar essa situação toda, acabar com as “explosões”dela, terá que, por um tempo, esforçar-se para criar esses hábitos de surpreendê-la com gestos assim de carinho e amor!! De agora em diante, vai passar a jantar e deixar tudo limpo. Inclusive, lave a louça antes de dormir! Dá para entender?

– Mas desse jeito eu vou dormir mais tarde ainda do que já durmo…

– Isso é para salvar o relacionamento de vocês. Você tem que dar exemplo de carinho e amor para que ela vá, aos poucos, percebendo que também deve mudar a conduta dela, e retribuir esses carinhos e gentilezas, e não explodir e brigar. SE VOCÊ MUDA, O OUTRO TAMBÉM MUDARÁ. E NA MESMA PROPORÇÃO.

Passados alguns dias, ele me deu o relatório de suas práticas: chegava tarde em casa vindo do serviço e ainda ia limpar o banheiro, lavar louça… Conclusão: dormia depois de uma hora da manhã.

Na segunda semana de prática, já começou a notar diferença. Estava tomando banho e ouviu barulho na cozinha. Quando foi ver, era a esposa esquentando a comida para ele. Ele ficou emocionado! Animou-se e empenhou-se nas práticas com um amor ainda maior.

E eu insistia:

– E o “pavio” da esposa?

– Está começando a ficar diferente – respondia.

– É porque você está mudando, portanto ela também muda. Basta que um dos dois mude até o ponto de também mudar todo o ambiente.

Na terceira semana, quando relatou sua experiência, estava exultante de felicidade. Ele só dizia:

– Melhorou tanto, o senhor nem pode imaginar!!!

Um dia ele chegou e encontrou a esposa na sala, sentada e esperando por ele. Já não havia mais gravador e ela o ajudou até a arrumar a cozinha. Enquanto ele lavava, ela enxugou as louças. Assim, ele conseguiu até dormir mais cedo.

Mas sua emoção foi indescritível no dia em que, enquanto tomava banho, sua esposa preparou uma comida “nova”(como ele dizia) para ele comer (antes ela apenas esquentava o que já tinha). Ele chegou a pensar: “será que vai ser só hoje, uma única vez”?

Mas não foi. Ela continuou diariamente a lhe preparar uma comida feita na hora para o jantar. E ele ficou tão feliz que começou a imaginar o que poderia fazer para agradecer a esposa. Aí eu lhe perguntei:

– Você dá presentes a sua esposa?

– Não, eu dou o dinheiro e ela compra o que quer.

– Sabe do que ela gosta?

Pensou, pensou, mas não soube responder. Na verdade marido é mesmo desligado desses pequenos gestos, que para uma mulher significam tanto!

– Então descubra – orientei.

Ele acabou descobrindo que ela queria muito um quadro. Eu lhe disse para presenteá-la, pois era um absurdo nunca ter dado um presente à esposa. Ele fez exatamente isso: procurou o tal quadro e deu a ela de presente! Quando ela recebeu o presente, o abraçou forte e chorou de emoção!

Um ponto importante a ressaltar nesta história: no início do casamento, a esposa o esperava chegar em casa e preparava tudo para ele, mas ele foi relaxando tanto como marido que a esposa começou a relaxar também. E casamento não pode ser assim, não pode cair na perigosa e traiçoeira rotina. É preciso haver a eterna reconquista, dia após dia. E lembrar-se que, tentando sempre fazer o outro feliz, é impossível cair na rotina.

Ele, que recebia tudo da esposa, não soube agradecê-la e fazê-la feliz. Acabou perdendo o que já tinha e, “quem tem e não agradece, perde o que tem. Quem não tem, e agradece pelo que não tem, acaba tendo mais do que esperaria!”

Terminando o ciclo dos Encontros para Casais, o amor entre os dois estava tão intenso que a esposa até ficou grávida. Depois de um filho de catorze anos, veio um bebê “temporão”.

Esta história é para os casais aprenderem a não só exigir do outro, mas começar a praticar primeiro a mudança dentro de si mesmo até que o outro mude também.

 


História extraída do livro “A Felicidade no Casamento está Dentro de Cada Um” e está disponível para compra aqui.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *