[PROJETO PESO IDEAL] – TEMA ESPECIAL: GRATIDÃO

 Olá, amigos! Como estão? Como foram as práticas esta semana?

 

Como o tempo é inexorável e avança ininterruptamente sem nenhum momento de parada, naturalmente a nossa vida também caminha da mesma maneira.

Para quem já conseguiu praticar o “falar dez obrigados” por uma semana, na sua poupança espiritual já acumulou a felicidade de 70 pessoas por terem recebido o obrigado de vocês. Esta virtude  acumulada será muito importante no futuro.

Acredito que algumas pessoas encontraram dificuldades para praticar regularmente esta tarefa, mas o exercício constante fará vencer as barreiras, tornando-se uma postura natural agradecer sempre as pessoas por algum benefício recebido.

No transcorrer da prática surgirão oportunidades para perceber a profundidade existente no simples falar obrigado, ele é capaz de mudar o estado da pessoa (de quem fala e de quem recebe). E quanto mais praticarmos, aumentando o valor do sentimento com que fala, mais profundo será, atingindo a alma.

Duas práticas a seguir que afetarão demais o interior das pessoas.

Quem não agradece o que tem, não merece o que não tem e ainda acabará perdendo o que tem.(Mokiti Okada)

É importante estar sempre agradecendo. A vida não tem só coisas boas, existem também alguns aprimoramentos que passamos. Tudo depende da forma que vemos as coisas.

(clique na primeira imagem e passe o restante com o botão para a direita)

A mesma situação vista de modo diferente apresenta resultados diferentes positivos ou negativos.

– Exemplo do copo com pouca água.

Suponha que você está com muita sede e à sua frente existe apenas um copo com pouca água. Quando você o recebe de forma positiva e pensa: “Poxa, ainda bem que tem esse tanto de água para saciar a minha sede” ao tomar, de fato se sentirá saciado. 

Se, ao contrário, olhar este copo com pouca água e reclamar ou resmungar: “Mas só tem isso de água? Isso não dá nem pro gogó” não se sentirá saciado e precisará de muito mais. 

Tudo depende do ponto de vista positivo ou negativo. Agradecer pelo que tem e não lamuriar pelo que não tem. Se olharmos de modo positivo, teremos um resultado positivo e se se olharmos negativamente o resultado será negativo.

Como treinamento, vamos criar motivos para agradecer, pois no futuro iremos compreender a importância dessa prática.

Se mudarmos o ponto de vista, mudaremos o resultado e a nossa vida.

A gratidão deve estar presente em tudo na nossa vida. A pessoa agradecida é feliz.

A partir de hoje será preciso treinar o agradecer em qualquer circunstância, mesmo com os fatos aparentemente negativos, pois, no futuro compreenderemos que tudo foi bom ter acontecido, e finaliza sempre com efeitos positivos.

 

 

 

FELICIDADE

O maior sonho do ser humano é ser feliz e ao mesmo tempo, o grande desejo de Deus é fazer os homens felizes.

É preciso criar o objetivo de ser mais feliz. Criar, a  partir de hoje, a intenção de ser mais feliz.

 

O que é a felicidade?

O homem está sempre em busca de novas conquistas para ser feliz e quando as alcança, parte em busca de novas coisas.

Muitas pessoas sentem um grande vazio dentro de si, mesmo com grandes conquistas materiais. Existe uma incessante busca para preencher esse vazio. Tudo isso porque o homem deixou de lado o mais importante: a parte espiritual.

(clique na primeira imagem e passe o restante com o botão para a direita)

O segredo da felicidade, orientada pelo filósofo Mokiti Okada, consiste em fazer o outro feliz para ser feliz.

 


 

ACOMPANHAMENTO DAS TAREFAS

  • Falar 10 obrigados por dia – relatando por escrito.

 

NOVAS  TAREFAS

  • Agradecer em qualquer circunstância.
  • Falar 10 obrigados por dia – relatando por escrito.
  • Escrever um bilhete de gratidão (marido, esposa, namorado, etc..)

CASAMENTO É SINÔNIMO DE FELICIDADE

 

A felicidade no casamento é real e a sensação de bem estar que conseguimos sentir quando atingimos um certo nível espiritual é inimaginável. Naturalmente, para chegar a este estágio, passei por algumas etapas marcantes na minha vida.

O primeiro casamento, que durou aproximadamente 25 anos, terminou quando a minha esposa partiu para o mundo espiritual em razão de uma enfermidade. Fui feliz, mas poderia ter sido muito mais. Senti que, por desconhecimento, faltaram algumas práticas importantes.

Não pretendia assumir um novo relacionamento, pois, achava que já havia cumprido a missão. Mas o destino, e a Vontade de Deus, havia traçado um novo caminho.

Um novo casamento com muitos paradigmas e barreiras que surgiram na minha vida, como:

  1. A diferença de idade, aproximadamente 17 anos;
  2. A minha atividade missionária e a dela como dentista;
  3. A formação preponderantemente oriental e a dela ocidental;
  4. Ela era solteira e eu com dois filhos adultos.

Tinha tudo para não dar certo.

No transcurso de aproximadamente 25 anos deste segundo casamento, esses paradigmas foram se modificando e as diferenças solucionadas gradativamente, assim alcançando uma felicidade que nunca antes havia vivido.

Olhando para trás percebi quantas mudanças aconteceram no relacionamento. No início do casamento recebi uma orientação que foi fundamental, pois, com o falecimento da primeira esposa, além de ficar um vazio, me restou uma dúvida: Será que eu fiz de tudo que estava ao meu alcance para cumprir a minha missão plenamente?

Essa dúvida estava remoendo o meu coração, quando recebi do meu superior a orientação de que se procurasse fazer a esposa atual muito feliz, estaria naturalmente influenciando o preenchimento dessa lacuna existente no meu interior.

Hoje possa afirmar que essa orientação foi fundamental para a incomensurável felicidade que sinto.

Posso afirmar também que a felicidade está dentro de nós e está sim ao nosso alcance, desde que não percamos de vista que o principal objetivo do casamento que é SER FELIZ.

 

 

PROJETO SAÚDE & FELICIDADE – PESO IDEAL

O mundo está sempre em processo de mudanças, porém nós estamos sempre criando paradigmas e não conseguimos nos desvencilhar deles.

 

Vocês vão descobrir como esses paradigmas nos limitam e por isso, muitas coisas que ouvimos, ou que recebemos como sugestões ou orientações não aproveitamos. Além da atuação sorrateira do nosso livre arbítrio.

 

Lendo os depoimentos no Facebook, percebi que as dificuldades são quase as mesmas, como por exemplo:

  • Falta de prática.
  • Fatores ligados a saúde pós parto.
  • Continuidade na prática até o final.
  • Busca de resultados rápidos, sem sacrifícios ou sofrimentos.
  • Ansiedade e apego dificultam avançar nas práticas.
  • Sentem que existe uma força exterior que além de dificultarem as práticas, muitas vezes detonam.
  • E outras dificuldades menores.

 

Vocês já leram livros de autoajuda?

Quem conseguiu mudar somente lendo esses livros?

É muito raro. Isso porque existe uma diferença muito grande entre ler o que foi escrito mesmo estando correto, e praticar o que leu.

 

Todo conhecimento adquirido através de leituras, orientações recebidas dos profissionais se não forem praticadas não trarão os efeitos desejados.

Como escreveu o filósofo Confúcio a mais de 2000 anos:

 

c

O homem vive dentro de “quatro paredes invisíveis”.

A primeira parede é o nascimento, antes do nascimento não sabemos o que aconteceu.

Nós nascemos vivemos e morremos. Após a morte também não sabemos o que acontece, sendo assim, a morte é outra “parede” que limita o homem.

A terceira parede é representada pelos cinco sentidos humanos (paladar, visão, audição olfato e tato).

Ele só acredita nos seus cinco sentidos. Isso limita a percepção e a visão. Só que já existe o “Sexto Sentido” que é invisível.

Assim o objetivo é quebrar paradigmas que criamos desde pequenos por conta do materialismo e egoísmo.

 

Quando vemos um navio saindo do porto, ele vai se afastando no horizonte e diminuindo de tamanho até chegar o momento em que visualizamos apenas um pontinho, mais um pouco e ele some da nossa visão.

Eu pergunto: O navio existe? Ele está navegando? Mas quem prova se nós não o enxergamos mais?

Ele existe, e continua navegando até chegar ao seu destino. Com isso provamos que a visão do homem é limitada. Assim é muito relativo falar que só se acredita naquilo que se vê. Não é porque não vemos que não existe. O homem tem que reconhecer isso e expandir a sua capacidade de percepção.

 

A última parede que fecha o quadrado são os conhecimentos que nós adquirimos e que ficam potencializados desde a fase intrauterina.

A neurociência está provando que todas as informações são armazenas graças aos estímulos que recebemos, através de sinapses. Tudo fica gravado, armazenado e o homem está condicionado a estas informações. É igual ao computador, se pedirmos algo que não armazenamos não haverá resposta.

 

Foi criado um verdadeiro paradigma sobre bilhões de informações que recebemos. Isso porque temos dificuldades de mudar, é difícil porque não queremos perder nossa comodidade.

 

O objetivo também é quebrar esses paradigmas para adquirimos nova visão do mundo principalmente a visão espiritual.

O homem vive entre essas quatro paredes e são quatro barreiras a serem ultrapassadas.

 

Imagem1

Qual o caminho a seguir para quebrar essas barreiras?

Vamos responder a quatro perguntas importantes:

1 – Quem sou eu?

2 – De onde vim?

3 – O que vim fazer aqui? O que estou fazendo?

4 – Para onde vou?

 

Nossa visão é curta e temos que ampliá-la.

Se uma pessoa estiver no térreo de um edifício, ela terá um tipo de visão. Se a levarmos para o primeiro andar ela terá uma visão mais ampla. Se ela for para o sétimo andar, conseguirá enxergar bem mais longe, porém se chegar ao vigésimo andar sua visão será completamente ampla.

 

Se não soubermos o que viemos fazer o que será que estamos fazendo? Sabemos que viemos cumprir uma missão, mas qual?

Para o homem é difícil entender, principalmente quando entra no campo invisível.

Vou explicar através de experiências e tarefas todas as perguntas para que vocês consigam entender tudo isso.

O meu objetivo é responder essas questões de maneira pragmática.

 

O homem vem ao mundo para cumprir uma missão, por não saber disso, ele vive a sua maneira.

Gostaria de chegar num estágio de fazer com que as pessoas procurassem entender um pouco esse universo que atua sobre o ser humano.

Deepak Chopra é um médico psicanalista indiano e consultor de muitas empresas nos Estados Unidos. Em um de seus livros ele tem um artigo interessante que fala sobre o sucesso e que se intitula: A Intenção Tece A Tapeçaria Do Universo.

Nesse artigo, ele fala que existe um poder na natureza que ainda desconhecemos. Por exemplo: quando num determinado momento, tentamos nos lembrar de algo (nome, endereço, telefone ou fato), e não conseguimos, deixamos de lado, e vamos nos preocupar com outras coisas. Num determinado momento vem a nossa cabeça a informação que desejávamos sem que estivéssemos mais nos preocupando com ela.

Essa teoria é chamada “TEORIA DA INTUIÇÃO”, é poderosa e verdadeira como a lei da gravidade, que comprovadamente existe, mas ninguém a vê.

Isso prova que embora racionalmente não estejamos pensando, aquilo já foi jogado para o universo e esse trabalha e nos devolve a informação desejada.

O homem pode conseguir muitas coisas com o poder do pensamento.

Nós não sabemos em que momento vamos partir e, por isso precisamos pensar agora e não deixar para depois.

Precisamos entender qual caminho trilhar enquanto seres vivos para realmente sermos felizes. Esses são alguns pontos que vamos abordar.

Meu objetivo é fazer com que vocês se tornem mais felizes ou que acreditem que possam ser. Ou ainda, que nasça em cada um essa esperança.

O resultado a ser alcançado vai depender de cada um. O principal objetivo é a mudança pessoal e também na família, na escola, no trabalho e na sociedade. Alertando a todos sobre a questão da espiritualidade.

 

Sabem o que é ser espiritualista?

É a pessoa que acredita na existência do mundo invisível. É também ter capacidade de estar servindo o próximo.

A pessoa espiritualizada é aquela que  pensa nos outros, na sociedade e no mundo.

Visaremos os resultados, vamos avaliar a condição de cada um de vocês, como era e como ficou.

 

Quem é feliz?

Quem é feliz todos os dias?

Quem é feliz todos os dias o dia todo?

Quem é feliz todos os dias o dia todo com todos os problemas que acontecem?

É difícil?

A felicidade depende de que?

– De cada um.

Vocês não querem ser felizes?

Então basta mudar.

 

Nesse período serão 16 postagens, uma por semana e vocês vão ter a oportunidade de escrever um capítulo do LIVRO DA VIDA. Cada um escreverá esse capítulo da sua forma.

 

O conteúdo vai depender do esforço com que praticarem tudo o que for aprendido aqui durante esse tempo.

 

Cada postagem será dividida em três partes:

1ª- MEDITAÇÃO E ENERGIZAÇÃO.

2ª- TAREFAS.

3ª- TEORIA.

 

Objetivos das postagens:

-desenvolvimento espiritual do  homem

– despertar o ser para ser feliz

– Reconhecer e praticar a formação espiritualista, e entender o significado da sua existência nesta vida.

– Compreender que a nossa missão como pessoa é de servir a sociedade, de acordo com a vontade de Deus, praticando o altruísmo e o espiritualismo, obedecendo as Leis da Natureza.

– Tornar felizes as pessoas direta ou indiretamente ligadas a nós.

– Despertar o ser para ser feliz. Criar objetivo, sonho de um dia se tornar uma mais pessoa feliz, através de fazer outras pessoas felizes. Essa é a verdadeira auto realização.

– COM TUDO ISSO GANHAR A PERMISSÃO DO ALTO PARA AUMENTAR A FELICIDADE E CONSEQUENTEMENTE A SUA SAÚDE (EQUILÍBRIO DO PESO).

 

A CHAVE DE TUDO É A FELICIDADE DE CADA UM DE VOCÊS



MEDITAÇÃO E ENERGIZAÇÃO

MEDITAÇÃO

 

O objetivo da meditação é equilibrar a pessoa emocional e espiritualmente, controlando a ansiedade para um melhor aproveitamento no aprendizado e maior influencia no trabalho. Com isso se consegue a elevação gradual da espiritualidade.

 

É um recurso muito utilizado hoje em dia nas empresas junto aos executivos e funcionários, com jardins e ambiente agradável.

 

A meditação é importante na produção de endorfina (morfina endógena), e hormônios produzidos no cérebro, tornando vários órgãos mais saudáveis e também para produção de serotonina, que dá equilíbrio paz e harmonia.

Ex: o chocolate tem serotonina, que dá prazer, gera um estado de satisfação para a pessoa. Porém temos que tomar cuidado papa não viciar, porque quem come demais fica dependente, e se deixar de comer por um tempo, entra em depressão, por falta de estímulo.

 

Talvez o efeito mais importante da meditação seja alcançar a paz interior, um refúgio, onde você possa escapar da turbulência do dia a dia.

 

O hábito de meditar diariamente vai ajudá-lo a desligar-se do estresse e lhe trará calma e energia, para enfrentar melhor os desafios do dia.

 

Na meditação, como complemento, usamos a música para influenciar positivamente. Normalmente utilizamos as músicas clássicas.

 

No corre-corre do dia o tempo poderá ser de 15 minutos.

 

Para ganharmos energia nesse momento utilizamos a respiração como instrumento, pois, respirando corretamente estaremos ganhando energia. De maneira simples inspirar pelo nariz de maneira lenta (contando até 7 segundos), reter o ar por 7 segundos e expirar pela boca lentamente contanto até 7 segundos.
Recomendo sempre que além da respiração correta e do pensamento positivo utilizem músicas clássicas ao fundo. Para conseguirmos essa performance necessitamos exercitar.

 

 

COMO PRATICAR

No momento da meditação nós vamos nos desligar de tudo, que está a nossa volta, problemas, conflitos etc.

Passaremos a dedicar esse momento para nós mesmos.

Estaremos direcionando nosso pensamento, somente para as coisas boas. Vamos exercitar nosso sentimento de gratidão.

Vamos procurar sentir gratidão por tudo que temos: nossa casa, nossos filhos, marido, esposa, pais, amigos, familiares, a cama que  dormimos, a comida, o trabalho, acordar a cada dia, ter saúde, etc…

Sentir muita gratidão por tudo que temos, pelas pessoas que estão a nossa volta, a Deus por tudo que somos e recebemos.

Treinar agradecer em qualquer circunstância.

Esse é um modelo para praticarmos todos os dias.

Essa percepção e esse sentimento de gratidão, faz brotar em nossos corações o sentimento e a vontade de agradecer a todas as coisas que nos acontecem.

Assim ficaremos com a nossa mente, nosso coração e sentimentos repletos de coisas positivas e sentiremos muita gratidão.

Após isso todos estarão numa nova sintonia de ondas cerebrais, que são as ondas alfa. Assim todos sentirão um novo momento de felicidade.

 

 


TAREFA

 

Falar no mínimo 10 obrigados por dia, anotando o nome de cada pessoa que recebeu o seu “obrigado” numa agenda (O livro da vida).

Procurar preencher diariamente inclusive, sábados, domingos e feriados pelo menos o mínimo, pois, será muito importante para o futuro em relação aos resultados.

Este é um tesouro (práticas virtuosas) que estará acumulando para o futuro.

 

 

QUEM NÃO AGRADECE O QUE TEM, NÃO MERECE O QUE NÃO TEM, E AINDA ACABA PERDENDO O QUE TEM (Mokiti Okada).

 

DESPERTAR DA GRATIDÃO

(Para ver as imagens basta clicar na primeira e ir avançando com a seta direita do teclado)

21710421456_1ff0a2ec00_z

EDUCAR É FORMAR HOMENS BONS

A base de uma boa educação se alicerça em casa, vinda dos pais, e não na escola, como querem alguns. A escola tem a missão de alfabetizar a criança.

Não se deve delegar à escola a responsabilidade de educar um filho, pois esta obrigação é dos pais. A educação tem que ser de uma forma pragmática e para saber como educar bem em filho é necessário que os pais, em primeiro lugar, entendam a sua verdadeira missão.

A missão dos pais, através da educação dos filhos, é poder prepara-los como pessoas capacitadas para servirem a Deus e à humanidade.

Se os pais não entenderem essa missão, não será possível ensinar aos filhos a verdadeira educação. É muito importante entender que a finalidade da educação, na verdade, é a formação de homens bons.

Segundo Mokiti Okada “a verdadeira educação é aquela que ensina o princípio de que o bem leva o homem à felicidade e o mal leva-o à desgraça”. E também que “a educação que forma homens incapazes de distinguir o Bem e o Mal está baseada na pseudoverdade”

De acordo com as leis da natureza, a verdadeira educação começa desde a concepção de um filho. A partir do momento em que passa a existir o espírito nesta criança, ela começa então receber dos pais as primeiras informações para a sua formação, porque existe entre os pais e os filhos uma ligação invisível que se chama elo espiritual.

Este elo funciona como um canal entre os pais e os filhos. Através dele é que os filhos herdam todas as características que podem ser positivas ou negativas de seus pais. A formação inicial, portanto, é espiritual.

Todas as atitudes dos pais, as práticas na vida cotidiana, influenciam diretamente na formação de um filho, e a soma desses comportamentos é que vai servir de base para a verdadeira educação das crianças.

É importante que os pais entendam isso. Esta parte invisível é a que os materialistas não conseguem compreender. Se formarem um casal que viva em constante harmonia, forem altruístas, praticando sempre o bem e pensando sempre na felicidade do próximo, disto é que resultará uma base sólida para que se possa educar um filho, fazendo com que ele conviva sempre com informações positivas para a consolidação de seu caráter.

Os filhos nascem por nosso intermédio, mas não nos pertencem, e sim a Deus. Isto é interessante se analisarmos o desenvolvimento de uma criança até que ela se torne um adulto. Desde o momento em que se corta o cordão umbilical já há uma primeira fase de separação. Depois vem uma fase em que ela começa a andar, logo em seguida passa a se alimentar sozinha, tornando-se cada vez mais independente em relação aos pais com o passar dos anos.

Com o tempo, atingindo um certo grau de amadurecimento, sentirá a necessidade de viver sua própria vida, com uma outra pessoa, em uma outra casa. É como o ciclo dos animais na natureza. Os pais voltam a viver novamente sozinhos como no início do casamento.

Todo ser humano recebe ao nascer três tipos de influência: informações acumuladas de uma vida anterior; a herança dos nossos ancestrais e também tudo que os pais já passaram para nós nesta vida antes de nascermos. São muitas influências em nossa formação.

Existe também uma determinação divina. A criança nasce em uma determinada família para cumprir sua missão, que é designada por Deus. Poderíamos chamar a isto de prédestino. As crianças vêm do mundo material já sabedoras de onde vão nascer e quanto tempo irão viver. Nossa missão é dar melhores condições possíveis na parte espiritual, para que os filhos tenham uma possibilidade a mais de compreender suas missões. Entender como e o que vieram fazer neste mundo.

Mokiti Okada nos orientou que aquele homem que não sabe o que veio fazer neste mundo está vegetando levando uma vida vazia e ociosa, por não entender sua missão no mundo material.

Os pais devem estar atentos ao momento oportuno para ensinar às crianças determinadas práticas. Na base da educação temos que nos preocupar em desenvolver na criança a criatividade, a espontaneidade e a percepção. Tudo dentro de um bom senso, dando a ela uma tarefa que poderá ser cumprida sem problemas, de acordo com seu potencial. Essa é a verdadeira missão dos pais.